Home Coronavirus no Brasil Teste com hidroxicloroquina é interrompida pela OMS

Teste com hidroxicloroquina é interrompida pela OMS

A cloroquina e a hidroxicloroquina não tem evidências positivas no combate contra o coronavírus.

886

Após a revista The Lancet publicar um estudo a respeito do uso da hidroxicloroquina e os seus riscos, o diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Ghebreyesus, anunciou a suspensão do teste com o medicamento para o tratamento contra a Covid-19.

De acordo com o diretor-geral da OMS, a suspensão nos estudos será adotada até que o assunto da segurança do remédio seja analisada detalhadamente, a pesquisa com cerca de 96 mil pacientes divulgada na revista científica informa que o uso da hidroxicloroquina pode estar associado a um aumento do risco de óbito por problemas cardíacos, como a arritmia.

Devido a certificação da revista de que o medicamento pode ser um risco a saúde de pacientes com a covid-19, aumentando as chances de morte, a solução da OMS foi suspender por enquanto os testes.

A Organização Mundial da Saúde já tinha informado que não havia provas científicas do resultado positivo da hidroxicloroquina, mesmo assim, alguns países, como o Brasil adotaram o medicamento como forma de tratamento contra o novo coronavírus.

Imagem: Divulgação

Na quarta-feira (20), depois da decisão do governo brasileiro, a Organização Mundial da Saúde afirmou que, “nesse momento, a cloroquina e a hidroxicloroquina não foram identificadas como eficazes para o tratamento da covid-19“, mas que que “cada nação é soberana” para “aconselhar seus cidadãos sobre qualquer tipo de medicamento”.

O uso da cloroquina e a hidroxicloroquina é fortemente defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, e foi o principal ponto de discordância com o ex-ministro da Saúde Nelson Teich.

A cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan, explicou que, devido à incerteza do uso do remédio contra o coronavírus, a opção da OMS foi pela “cautela” e parou temporariamente os testes.

“Queremos usar o remédio… mas se for seguro”, relatou Soumya, segundo ela, o resultado da revisão deve ser publicado em uma ou duas semanas.